nossa dança

você é tão
convincente
na dor
parece que dubla
as próprias ideias
quando se esforça
para não se desfigurar
quando a lágrima
inunda a face
e meu sadismo
se torna
pleno
ao beijar seus lábios
ressecados
para sentir
o gosto de sal
antes
de pedir
que você vá
para
sempre
deixando
a porta
aberta
as luzes
acesas
e a corda
deliciosamente
pendurada
com seu
eterno
silêncio

nada para se encontrar

entre uma angústia
e outra
pieguice

procuro
o anzol
do marketing
digital

procuro
apoio
das mentiras
anônimas

procuro
um coração
nem que seja
de rede
social

procuro
som
da multidão
em estádios
vazios

procuro
voz
em podcasts
e olhares
em séries

procuro você
no meu colchão
e razão
nas intempéries

na clínica (flores do mal)

o médico cocainômano
com sua barba
exacerbada
gritando
CANALHA

o guitarrista
que se apaixonou
por alice in chains
e tentou se matar
comendo
pilhas
palito

o esquizofrênico
amante de erva
que sabe de cabeça
todas as linhas
de ônibus
do Rio
e rouba
sabonetes
para comer
escondido

o famoso
ator
espaçoso
e desequilibrado
com seus dilemas
de autoimagem

o cara que traz
drogas
bem
escondido
nas partes
íntimas
e te
oferece
no quarto
(as drogas e as partes íntimas!)

a pequena
menina
iludida
por um grande
amor
platônico
e por
giletes
socráticas

e eu
um pouco
de todos
e
nada
de
ninguém
vendo poesia
quando
isso
é tudo
o
que
se
tem

Modernidade – Desafio Literário

não sei quais frequências
perpassam meu corpo
quando escrevo
sobre a reunião
das nossas
digitais

se perco mais
cabelos
tanto faz
a cabeça

se perco
o tempo
a hora
o instante
que debuta
o avatar
distante
que agora
representa
toda sua
existência

se rebelde
minha língua
impede
minha
euforia
o poder
de deletar
tudo que sinto

e volto às
palavras erradas
às entradas
não requisitadas

e no silêncio
finjo que
ainda
posso
ouvir
você
chegar
com alguma
proposta
indecente
que me tire
do tédio
de ter sempre
o que fazer

Desafio proposto por Cristileine Leão do consagrado site Depressão com Poesia.

———————————————————————–

Este poema faz parte de um Desafio Literário entre as plataformas wordpress e blogspot. É o sétimo desafio literário iniciado em Setembro por Rodrigo Meyer com o tema LIVRO.

Em outubro, Sandro Ernesto (https://panografias.com.br/) trouxe a palavra PAZ.

Em novembro, Vall Nunnes do Blog Poetizando (https://poetizarpravariar.blogspot.com/), apresentou-nos o tema ORAÇÃO.

Em dezembro, Chica (https://chicaescreveporai.blogspot.com/2021/01/medo.html), sugeriu o tema NATAL.

Em janeiro, Rosélia (https://www.escritosdalma.com.br/2021/01/medo-desolador.html) trouxe o tema ESPERANÇAR.

Em fevereiro, o grande poeta mineiro Toninho Bira, do Blog Mineirinho (https://mineirinho-passaredo.blogspot.com/2021/01/o-medo-viajando-com-neruda.html) abordou o tema MEDO.

Em março, Estevam Matiazzi, nosso mestre das Minas Gerais nos presenteou com seus lindos versos sobre o MEDO https://estevamweb.wordpress.com/2021/02/26/medo-de-ser/

No fim de março, Alda M. S. Santos do Blog Vida Intensa Vida, escreveu sobre o AMOR.

Recentemente, Cristileine Leão, do consagrado site Depressão com Poesia, teceu belos versos sobre o tema “A Natureza em Mim” e me presentou com a possibilidade de navegar no tema MODERNIDADE.

Cumprido meu grato desafio, incito, por minha vez, a comunicativa Ivy Cassa do blog Portas Abertas a falar sobre IDEALIZAÇÃO.

Regras para o Desafio

1. Escrever um texto no formato que preferir (poesia/prosa…) sobre o tema IDEALIZAÇÃO

2. Postar no seu blog e em outras mídias, se possuir.

3. Deixar o link de sua postagem nos comentários deste post do blog LUK ANK.