a expulsão

fiz lar
dos
teus
versos

auroras
petrificadas
dos
teus
perversos
sábados

nos seios
que
diversos
se
perderam

lastreei
minha
fuga
das
tuas
vogais
primas

antes
que
fosse
definitivamente
expurgado
do paraíso
das tuas
pobres
rimas

3 comentários sobre “a expulsão

  1. Tenho lido em silêncio os teus versos…
    “fiz lar
    dos
    teus
    versos
    …”

    e quis quebrar esse silêncio. Não há um vazio nas tuas palavras. Antes pelo contrário. Há uma liberdade de expressão que aguça a nossa imaginação. Nao interessa se o amor que “cantas” é fogo ou gelo. Poesia é de certeza.
    Um abraço.
    E obrigada.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s