Rio-Santos vazia

não se distinguem
maiúsculas angústias
de minúsculas perdas
Paraty ecoa ausências
do que já foi um dia
chove sobre meus planos
arde e cheira paralisia
ressignificar símbolos
é assim tão certo
mas desencaixar êmbolos
é assim tão abstrato
as seringas cheias de ar
e os manguezais alagados
minha vontade natimorta
espalhado na cama vazia
remói sem pedir licença
dói mais do que deveria

Publicado por Luk Ank

lukank.com@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: